Monday, December 6A força da nossa voz!

Pai denuncia falta de médico para atender criança com grave queimadura

Mais um fato da lamentável crise da saúde em Várzea Alegre veio á tona. Desta vez, a vítima da falta de médicos no Hospital São Raimundo foi uma criança de um ano e quatro meses. O caso ocorreu nesta última quarta-feira, 15, e ontem foi informado à redação do Programa Escotilha Policial.

Segundo Oberdan Maia, pai da criança, o garoto sofreu um acidente doméstico que ocasionou grave queimadura e, após o atendimento primário ainda em casa, resolveu levar o garotinho até o Hospital São Raimundo. Lá chegando, conforme informa, não havia médico para o atendimento. A criança foi atendida pelos enfermeiros que ali estavam, sem preenchimento de ficha de triagem, e direcionada a uma farmácia, para que fosse adquirido medicamento adequado.

.

Na própria farmácia, espantados com o grau da queimadura, os atendentes informaram que o remédio passado não resolveria o caso. O atendimento adequado veio apenas um dia depois, quando a criança foi prontamente atendida pelo Dr. Rolim. Após o atendimento e adequada medicação, a criança apresenta quadro de melhora.

Neste último dia 14, foi realizada uma Audiência Pública para debater a crise na saúde, mas segundo afirmado pelo secretário de Saúde, Ivo Leal, e pela equipe do Hospital, tudo corre dentro da normalidade.

Confira o depoimento do pai da criança:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *