Wednesday, December 8A força da nossa voz!

ATUAL EC: Loucura ou Necessidade? Rogério Ceni já estava no São Paulo antes da saída de Hernán Crespo?

Como todos ficaram sabendo durante a semana, a equipe do São Paulo encerrou o vínculo com o treinador Hernán Crespo, após sua passagem de apenas 8 meses no clube. Porém uma outra situação foi deixada no ar além desta demissão em pouco tempo de trabalho. Teria a diretoria acertado com Ceni antes do anúncio oficial da saída do argentino?

De acordo com o colunista Cosme Rímoli, diretamente do portal de esportes da rede Record (https://esportes.r7.com/) o nome do ex goleiro e ídolo do tricolor foi o primeiro no qual o presidente Julio Casares pensou ao perceber que teria de demitir Crespo. Vale lembrar que Julio iniciou a sua gestão no início de 2021 e sempre deixou claro de que Rogério Ceni seria o seu nome de confiança. Naquela época um acerto só não foi possível, por conta que RC estava empregado como treinador do Flamengo, onde na equipe rubro negra encerrou sua passagem ganhando títulos, inclusive o Campeonato Brasileiro de 2020.

O momento atual era muito delicado para o São Paulo, eliminado das competições mata-mata (Copa do Brasil e Libertadores), além de um modesto 13º lugar no Brasileirão, para uma equipe que iniciou a temporada jogando certo e acabando com o jejum de anos sem vencer algum título, com a conquista do Paulistão muito celebrada pela torcida. Porém no dia do anúncio da saída de Hernán Crespo, Rogério Ceni inclusive já havia treinado a equipe para a partida desta quinta feira contra o Ceará, que terminou empatada em 1×1.

Crespo e Rogério Ceni (TNT Sports)

A troca de Crespo por Ceni chega a ser um alívio para o elenco. O treinador argentino já estava criando problemas em relação a incoerências que estavam afetando todo o grupo. Como seu posicionamento instável em relação a Calleri, Benítez e Orejuela, por exemplo. Porém se pararmos para pensar, com a diretoria agindo por debaixo dos panos e conduzindo o Crespo a uma saída nessa naturalidade, fica claro que algumas consequências podem ser piores para a equipe, como por exemplo, o temperamento de Ceni. É claro que Rogério Ceni assume o São Paulo muito mais experiente, vindo de um excelente trabalho no Fortaleza, onde era a estrela maior. Porém depois sucumbiu de forma relâmpago no Cruzeiro ao enfrentar os veteranos do time, que já caminhava para o rebaixamento, mas antes disso acabou retornando ao Fortaleza e apresentando um ótimo nível outra vez.

No Flamengo foi muito incoerente. Tinha um elenco brilhante nas mãos e não conseguiu perceber que o time era formado e adorava atacar. Mesmo assim, venceu o Brasileiro de 2020, a Supercopa do Brasil, de 2021, e o Campeonato Carioca deste ano. Porém foi demitido sumariamente do Flamengo, depois que um funcionário expôs os inúmeros problemas que o treinador tinha na Gávea, a ponto de os atletas não se solidarizarem com sua saída.

Tudo isso serviu de experiência a Ceni como técnico e agora retornando pela 2° vez para comandar o clube que o consolidou como atleta, a paixão e todas as conquistas (como jogador) podem ser um lado positivo a ser agregado no comando técnico da equipe. O São Paulo tem 26 jogos no Brasileiro, restando ainda 12 partidas para conseguir a sonhada classificação para a Libertadores do ano que vem, ou até mesmo apenas a fuga do Z-4. Esta é a missão de Rogério Ceni, o técnico do sonho de Casares, de Muricy Ramalho e de grande parte da diretoria. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *