Wednesday, December 8A força da nossa voz!

ATUAL EC: O absurdo do ingresso para a final da Libertadores

Estádio Centenário de Montevidéu – o grande palco da decisão entre Fla e Verdão

Estamos a pouco mais de 1 mês e 5 dias para a final da Libertadores, que acontece exatamente dia 27 de novembro, em Montevidéu no Uruguai. Porém ao ser anunciado pela Conmebol o valor que o torcedor deve pagar para quem quiser ver a decisão, é algo totalmente fora da realidade de qualquer torcedor e também muito longe da realidade econômica do nosso país.

Aquele que desejar acompanhar o time do coração na disputa do título precisará desembolsar por volta de R$ 1.108 (na cotação atual) para adquirir o ingresso mais barato. Enquanto a entrada mais cara está saindo por R$ 3.603,00, valores esses que foram divulgados ontem e receberam críticas de Dudu, jogador do Palmeiras, além da torcida organizada Mancha Alviverde, que publicou nota em que repudia os preços dos ingressos.

Ao meu ver, como torcedor e como pessoa que ao fim do mês tem em sua conta pouco mais de R$ 1.400,00 (juntando seguro desemprego e outras rendas), é um completo abuso não só em relacionar isso com parte dos meus ganhos, como também existe uma tentativa de explorar a paixão do torcedor. Daquele torcedor que não viajou em 2019 ao Peru ver o Flamengo bater o River Plate e se sagrar bicampeão do torneio, a mesma coisa com o Palmeiras, que em janeiro fez a final contra o Santos no estádio do Maracanã (essa decisão no Brasil), acessível pelo menos na viagem, porém a oportunidade não foi para todo mundo por conta do contexto da pandemia e agora em tão pouco tempo, flamenguistas e palmeirenses veem de cara esta nova oportunidade.

Um absurdo se paramos para pensar que em um país como o nosso: um Brasil que volta a sofrer com a fome, além das questões de sempre como desemprego e inflação, muita gente recebe ao mês menos do que o valor desses ingressos, algo que torna completamente inviável não somente para eles mas também aqueles assalariados, que fora o ingresso ainda precisarão desembolsar valores sobre viagem, hospedagem, alimentação, dentre outros gastos. Porém que fique claro de que isso é uma realidade não só da Conmebol (instituição que comanda a Libertadores) mas também da própria CBF – Confederação Brasileira de Futebol, que nos jogos de reabertura dos estádios estão cobrando valores muito acima e gerando ingressos caros por aqui.

Finalizo esse texto complementando de que embora a situação seja essa para a grande maioria, por outro lado sempre vai existir aqueles que pagarão, seja a fazer loucuras ou então os que realmente tem todas as condições e de que nunca vai pesar no bolso ou na vida (o famoso burguês).

Fazer o que né? afinal de contas isso é o futebol em tempos de “padrão FIFA”. Mesmo na América do Sul, se torna algo cada vez mais elitista em todos os sentidos e fora da realidade do pequeno cidadão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *